Trabalhador chamado pelo supervisor de “demônio” e “capeta” receberá indenização